Prefeitura realiza o lançamento oficial do ‘Plano Diretor Participativo e Sustentável de Dianópolis’, aberto à população

Foi realizado o lançamento do ‘Plano Diretor Participativo e Sustentável de Dianópolis’ , em reunião aberta à população. A reunião ocorreu na Câmara Municipal, com o intuito de apresentar o cronograma e o projeto de planejamento urbano do município.

O projeto é feito pela Prefeitura de Dianópolis, por meio da Diretoria de Desenvolvimento e Urbanismo, em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT).

O prefeito José Salomão prestigiou o evento e se mostrou entusiasta, por ser um projeto que já ansiava. “A organização do município é um projeto de retorno inquestionável. Essa é apenas a primeira reunião para oficializarmos o lançamento. Nas próximas, serão feitas audiências públicas com a participação da população. E é isso que devemos fazer para avançar ainda mais no desenvolvimento e urbanismo” enfatizou.

Josiene Guimarães, diretora municipal de desenvolvimento e urbanismo, ressaltou a satisfação em poder contribuir para o desenvolvimento urbano de Dianópolis. “É um tema que mudará nossa cidade. O Plano Diretor é essencial para o planejamento da cidade e é necessário para os moradores, a fim de que a cidade cresça de forma ordenada. E esse Plano é participativo. Todos os cidadãos poderão participar abertamente”, pontuou.

O coordenador geral do projeto, professor Humberto Xavier, destacou a importância da parceria entre a Universidade e o Município. “O Plano Diretor visa várias questões como ambiental, mobilidade, crescimento da cidade, entre outras. É importante lembrar a todos que nessa parceria, o plano é do município, ou seja, os benefícios serão para todos. É preciso a participação da população nesse projeto, porque assim, tenho certeza que irá funcionar”, disse.

O projeto

O projeto é distribuído em planejamento, levantamento de dados e informações, diagnóstico do município, cadastramento de áreas públicas, entre outros, com o objetivo de gerar a Planta Cartográfica Georreferenciada de Dianópolis (que será utilizada no plano de regularização fundiária do município) e auxiliar a gestão municipal na condução da elaboração do Plano Diretor Participativo e Sustentável do Município de Dianópolis, em consonância com os fundamentos e diretrizes da Lei Federal Nº 10.257 de 10 de julho de 2001, o Estatuto da Cidade.

A abrangência do projeto é toda a área do município, sendo:
Área total: 3.217,179 km² e área urbanizada: 1.767 *hectare*(ha).

Entenda

O Plano Diretor é um instrumento básico da política de expansão urbana municipal, de acordo com o Estatuto da Cidade, que visa orientar o desenvolvimento físico, econômico e social do território municipal, visando o bem-estar da comunidade local.

A partir dele, a população passa a ter melhor entendimento das áreas do município que serão utilizadas, por exemplo, o uso da propriedade urbana em prol da segurança e do bem-estar dos moradores, a preservação do meio ambiente, instalação de empreendimentos e indústrias, dentre outras definições de interesse público e social, visando desenvolver uma cidade mais moderna e com qualidade de vida.

Participação

Participaram da reunião, além do prefeito José Salomão; a diretora de desenvolvimento urbanístico, Josiene Guimarães e equipe; representantes do primeiro escalão do município; vereadores; o chefe de gabinete, Tiago Cardoso; o assessor jurídico da Prefeitura, Tenner Aires; a equipe do Crea; da UFT: a equipe técnica do projeto, composta pelo professor Humberto Xavier – coordenador geral; o arquiteto Renato Silva – especialista em ordenamento territorial; o arquiteto Pedro Igor, coordenador técnico e a equipe do Tocantins Parcerias – apoiadores das cidades no processo de Regularização Fundiária, sendo representado pelo presidente Aleandro Lacerda. Moradores do município também participaram, tendo em vista que a reunião foi aberta. As próximas audiências do Plano poderão ser acompanhadas por meio de live para que mais pessoas tenham acesso às importantes discussões.

Matéria: Prefeitura Municipal de Dianópolis